Torre de puxamento de fibra óptica

Para atender à enorme demanda por fibra óptica em aplicações de telecomunicação, muitas empresas tiveram que construir novas fábricas e implantar novas instalações de fibra em todo o mundo. Atualmente, o processo de fabricação da fibra óptica é bastante semelhante em todos os fabricantes.

No entanto, a obtenção de fibra óptica com as melhores propriedades e níveis de desempenho, e com uma longa vida útil, exigia um certo conhecimento que foi mantido em segredo. Posteriormente, os níveis de desempenho do instrumento de medição, juntamente com o controle do processo, foram fundamentais para garantir que os padrões de qualidade dos produtores fossem atendidos.

O que compõe uma torre de puxamento de fibra óptica

A fibra óptica é obtida a partir de um cilindro de vidro puro de várias camadas, chamado pré-forma. Esse tubo grande (geralmente com 20 cm de diâmetro e 2 m de altura) é colocado verticalmente no topo de uma torre de metal. Como a fibra de vidro final é obtida pelo “puxamento” de uma gota, ela é comumente chamada de torre de puxamento.

 

Torres de puxamento com alturas entre 30 e 45 metros são frequentemente encontradas na indústria. Vários tipos de equipamentos localizados da parte superior até a parte inferior da torre são necessários para fabricar e controlar o processo de puxamento. Na parte superior, o forno aquece a extremidade da base da pré-forma para derreter o vidro até que uma gota desça lentamente, retirando a fibra de vidro inicial. Quando o puxamento do vidro começa, um tubo de resfriamento com hélio ajuda a reduzir a temperatura antes da aplicação de um revestimento. A aplicação do revestimento pode ser realizada em uma ou duas etapas e requer um forno de cura para garantir que o revestimento seja curado antes que a fibra entre em contato com as polias. As camadas de revestimento são curadas, com uma frequência cada vez maior, com LEDs UV de alta intensidade (em vez de lâmpadas incandescentes, para reduzir tanto o consumo de energia elétrica quanto os requisitos de espaço na torre).

Controle do processo de puxamento

Ao longo da torre de puxamento, vários instrumentos de medição fornecem todos os parâmetros relevantes necessários para otimizar o processo:

§  Medições de diâmetro da fibra nua (parte superior) e da fibra revestida (parte inferior).

§  Posição da fibra (X-Y) e, mais globalmente, alinhamento dos dispositivos ao longo da torre de puxamento.

§  Medição da tensão de puxamento para ajustar a velocidade e a temperatura do processo de puxamento.

§  Detecção de defeitos internos dentro do vidro, mas também dentro das camadas de revestimento, para impedir que a fibra óptica tenha níveis de desempenho inadequados.

§  Detecção de nódulos e estreitamentos (Lump & Neckdown) após a segunda camada de revestimento.